26.2.14

PEDIDO DE CASAMENTO TATI E KADU



Esse pedido de casamento rolou alguns dias atrás pela internet, vi em diversos sites, por tanto provavelmente você já tenha visto ele por aí também. Mas eu não podia deixar de publicá-lo aqui no blog. Afinal né, pedidos de casamentos diferentes tem tudo a ver com o Juntando as Escovas. E desde já, deixou meus parabéns aos noivos. =]

Bom, como eu disse, eu vi o vídeo em vários sites, mas vi primeiro no blog da Gabi Chanas, e é dela que trago o texto a baixo, que ao que parece é um texto do próprio Kadu. Independente se você está em um relacionamento a pouco tempo, a muito tempo, se terminou a pouco, enfim, se você já se sentiu ligado emocionalmente com alguém, esse texto vale muito pena.

“No inicio tudo são flores”, já diziam nossos avós. 
“O tempo, a rotina e o desgaste acabam com uma relação” . 
“Quando a paixão acaba, os defeitos aparecem”. 
São tantas coisas que ouvimos sobre relacionamentos e que tornamos verdades em nossas cabeças, que fica difícil ter um final feliz, não é mesmo? Porque também acreditamos que a felicidade está lá no final… mas o final quase sempre não é feliz, porque se tem final, algo pode não ter dado tão certo. 
Eu e a Tati nos conhecemos na MOOVE e desde o início sempre nos implicamos. Foi só depois de dois anos que percebemos que aquela implicância podia dizer algo mais. Resolvemos apostar. 
Todos diziam que combinávamos e que nossa paixão era maluca… mas nos bastidores a gente tava quase sempre quebrando o pau. Nossas brigas eram na mesma intensidade de nossa paixão e com a mesma freqüência de nossos beijos. Nunca deixamos de gostar um do outro, mas definitivamente não estávamos preparados para evoluir como casal. 
Foram quase 3 anos da maior felicidade e dos melhores erros, exatamente como diz a música do Roberto “Outra vez”. Não adiantava, eram dois leões defendendo-se para não se machucar, mas não abandonando um ao outro.
Tantas brigas culminaram na nossa separação em 2011. Foi a melhor coisa que nos aconteceu. Depois de meses separados pudemos ter a dimensão da falta que fazíamos na vida um do outro. Não conseguíamos ser felizes sem a outra metade, mas tínhamos que mudar muito. 
Resolvemos então dar um chance para mudança e fizemos um pacto para tentar dar certo de vez. 2012 foi ainda um ano conturbado, pois continuávamos carregando muitas feridas em nós. Em 2013 resolvemos fazer diferente: paramos, sentamos e como pessoas que queriam ser felizes, estabelecemos metas juntos, metas pessoais e como casal. Estas metas tinham prazo, recompensa ou punição, caso não fossem cumpridas. 
Foi a decisão mais consciente que tivemos, pois para sermos felizes, tínhamos que tirar aquela carga com toneladas de passado inútil, perdoarmos um ao outro por todas nossas brigas e erros e escrever um caminho novo, praticamente do zero. 
Achávamos que fazendo isto anularíamos quem somos, quando na verdade não tínhamos idéia de quem éramos. 
Nos livrarmos do passado nos deixou leves para fazermos novas escolhas e tudo começou a se encaixar. 
Não foi fácil, mas foi a melhor decisão. 
Hoje compartilhamos de uma cumplicidade ímpar, de um companheirismo mútuo, de um amor incondicional e uma plenitude que deixa o relacionamento leve e sadio. 
Talvez nossa historia tenha começado de trás pra frente, mas estamos encontrando alegria no dia a dia, sem ter roteiro nenhum para cumprir. A felicidade não está no final, mas sim no caminho. Você não é o seu passado. É sua escolha carregar ele, sabendo que tudo ficará mais difícil de mudar levando toneladas de erros nas costas. 
Não somos um casal perfeito e nossa historia reconta todos estes erros, mas somos um casal extraodinário para nós mesmos, pois transformamos simples momentos na oportunidade de sermos felizes agora e não depois. 
Se você não estiver em constante mudança e evolução, dificilmente conseguirá ser feliz de verdade, pois a felicidade não está no passado, nem no futuro… você só pode ser feliz agora. O resto são lembranças ou projeções. 
Portanto, acredite no amor. Talvez você esteja descrente pelo mundo que vivemos, pela sua situação de vida atual ou qualquer desculpa que você irá encontrar para justificar esta ausência, mas tenha certeza: o amor sempre esteve a sua volta, basta querer enxergá-lo. Se não vemos amor dentro de nós, não o veremos no mundo. 
Você é o único responsável pela sua felicidade e se você verdadeiramente acreditar nisto, atrairá o amor a sua volta. 
Seja feliz e ame sem medidas.
Kadu Molina e Tatiana Falcão



OUTRAS SUGESTÕES PARA VOCÊ